Dúvidas? Entre em contato: (11) 2223-3310 / cadastro@esperia.com.br

Tênis: Clube Esperia teve semana intensa de disputas

A equipe de Tênis do Esperia teve mais uma semana de bons resultados nos torneios juvenis nos circuitos da Federação Paulista de Tênis - FPT e da Confederação Brasileira de Tênis - CBT. O desempenho dos nossos tenistas, que integram o projeto de formação que conta com recursos provenientes da Nova Lei Pelé, por meio do Comitê Brasileiro de Clubes – CBC, ressalta a importância dos clubes como centro de formação de atletas de ponta.
Na Seletiva Regional do Circuito Nacional CBT, nas categorias masculinas 12 anos, Victor Braga chegou às quartas de final após duas vitórias. Breno Braga ficou pela segunda rodada, enquanto que Henrique Brito sagrou-se campeão do torneio consolação. Pela categoria 11 anos, Davi Carlos ficou com o vice-campeonato. Nas demais categorias masculinas, Miguel Macedo (16M), Lucca Corazza (18M), Joao Carlos Costa Melo (18M) e Ian Shiba (18) ficaram na primeira rodada.
Nas categorias femininas, Isabelle Caggiano foi campeã da categoria 10 anos. Pela categoria 12 anos, em uma final esperiota, Giovanna Piedemonte venceu Maria Fernanda Munhoz por 8/5 e ficou com o título. O esperia teve ainda Thamyris Araujo nas semifinais. Tivemos também na categoria 16 anos Roberta Armani que alcançou as semifinais. Nesta mesma categoria, Isabella Bernardes, Whytney Amaral e Maria Fernanda Gouveia ficaram na primeira rodada. Nos 18 anos feminino, Isadora Oliveira chegou às semifinais.
Nos torneios do Circuito FPT, Henrique Moraes foi às semifinais da categoria 12M do Torneio Aberto do Play Tennis. O Esperia também foi representado no ITF Futures - Circuito Feminino de Tênis, torneio válido pelo ranking profissional WTA. Alessandra Mecchi e Priscila Deliberato disputaram o qualyfing e ficaram na primeira rodada.
Parabéns à diretoria esportiva, equipe técnica e à todos os atletas que participaram! Que venham as próximas disputas. Avante Esperia!

Isabelle Caggiano Cervelim

 

Isabella Bernardes
Henrique Brito

Sobre o Comitê Brasileiro de Clubes
Desde janeiro de 2014, o Comitê Olímpico Brasileiro – CBC passou a fazer parte do sistema nacional do esporte, pela nova legislação esportiva conhecida como Nova Lei Pelé. A entidade recebe via Ministério do Esporte, 0,5% dos recursos das loterias da Caixa Econômica Federal.
O CBC coordena a distribuição dos recursos públicos única e exclusivamente para a formação de atletas olímpicos e paralímpicos nos clubes esportivos sociais. Para participar do processo de seleção, os clubes montam projetos de acordo com o edital de chamamento divulgado pelo CBC e, se aprovado, recebem o dinheiro.
Quanto aos projetos, a diretoria técnica é responsável por todas as fases da descentralização, desde a proposta de editais e suas fases para classificação na sequência, como também todas as fases do convênio – celebração, acompanhamento, fiscalização e prestação de contas.
No Brasil, são os clubes os responsáveis pela formação de atletas de ponta. Na Olimpíada de Pequim, em 2008, dos atletas brasileiros que participaram 77% eram de clubes. Em Londres, em 2012, esse número subiu para 87%. Além disso, o clube é local de relações sociais, culturais, recreativas, de lazer e educativas.

Sobre o Autor

Por mktmasters / Administrator, bbp_keymaster on mar 14, 2017

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content