Dúvidas? Entre em contato: (11) 2223-3310 / cadastro@esperia.com.br

Tênis: Campeonato reúne personalidades do esporte no Esperia

O Campeonato Brasileiro Interclubes de Tênis Juvenil, que está sendo realizado nesta semana, trouxe ao Clube Esperia diversas personalidades do esporte. Os clubes participantes enviaram treinadores de renome para acompanhar as equipes, nos jogos que acontecem até domingo. Dentre estes nomes, estão o ex-jogador e ex-capitão da equipe da Copa Davis, Ricardo Acioly que comanda a equipe do Vasco da Gama, do Rio de Janeiro. Ele, que atualmente também é comentarista do canal Sportv, elogiou bastante a infra-estrutura e o trabalho desenvolvido em nosso clube.
Estão também no Clube, alguns dos mais respeitados treinadores do país, como Aparício Menezes, psicólogo do esporte, Carlos Omaki do Clube Atlético Paulistano, Gil Costa da Sociedade Hipica de Campinas e Santos Dumont Guimarães Junior do Iate Clube de Brasilia. A competição, promovida pelo Comitê Brasileiro de Clubes - CBC, acontece até o dia 5 de novembro e reúne 250 atletas, incluindo 22 esperiotas.
Sobre o Comitê Brasileiro de Clubes
Desde janeiro de 2014, o Comitê Brasileiro de Clubes – CBC passou a fazer parte do sistema nacional do esporte, pela nova legislação esportiva conhecida como Nova Lei Pelé. A entidade recebe via Ministério do Esporte, 0,5% dos recursos das loterias da Caixa Econômica Federal.
O CBC coordena a distribuição dos recursos públicos única e exclusivamente para a formação de atletas olímpicos e paralímpicos nos clubes esportivos sociais. Para participar do processo de seleção, os clubes montam projetos de acordo com o edital de chamamento divulgado pelo CBC e, se aprovado, recebem o dinheiro.
Quanto aos projetos, a diretoria técnica é responsável por todas as fases da descentralização, desde a proposta de editais e suas fases para classificação na sequência, como também todas as fases do convênio – celebração, acompanhamento, fiscalização e prestação de contas.
No Brasil, são os clubes os responsáveis pela formação de atletas de ponta. Na Olimpíada de Pequim, em 2008, dos atletas brasileiros que participaram 77% eram de clubes. Em Londres, em 2012, esse número subiu para 87%. Além disso, o clube é local de relações sociais, culturais, recreativas, de lazer e educativas.
   

Sobre o Autor

Por mktmasters / Administrator, bbp_keymaster on nov 03, 2017

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content