Dúvidas? Entre em contato: (11) 2223-3310 / cadastro@esperia.com.br

Jogos Parapan-Americanos de Jovens no Clube Esperia

O Clube sediará as competições de Tênis em Cadeira de Rodas

  Entre os dias 21 e 24 de março o Clube Esperia, um dos mais tradicionais de São Paulo, sediará as      competições de Tênis em Cadeira de Rodas dos Jogos Parapan-Americanos de Jovens. Esta é a 4ª    edição do evento que já foi realizado na Venezuela, Colômbia, Argentina e pela primeira vez fará sua  parada no Brasil.  Quatro tenistas foram convocados para representar nosso país.

 “É uma grande honra para o Esperia sediar este tipo de evento. A cada dia temos nos reafirmado  como um centro de formação de atletas e paratletas, um Clube inclusivo não apenas no que se refere à  infraestrutura, mas também no âmbito social e esportivo. Desde que tivemos projetos aprovados pelo  Comitê Brasileiro de Clubes – CBC, estamos investindo ainda mais em modalidades  paradesportivas”, comenta o presidente do Clube, Dr. Osmar Monteiro.
Cerca de mil atletas, de mais de 20 países, disputarão os Jogos Parapan-Americanos de Jovens,  organizado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Com idades entre 13 e 21 anos, eles irão competir em 12 modalidades: Atletismo, Bocha, Futebol de 5, Futebol de 7, Goalball, Judô, Halterofilismo, Vôlei Sentado, Natação, Tênis de Mesa, Basquete em Cadeira de Rodas e Tênis em Cadeira de Rodas.
A delegação brasileira, no total, terá 174 atletas de 12 modalidades. De São Paulo, são 45 atletas, de 10 esportes. Na última edição da competição, que aconteceu na Argentina em 2013, o Brasil liderou o quadro de medalhas com 209 pódios, sendo 102 de ouro.
De acordo com o presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro, Andrew Psarsons: "O Parapan de Jovens é a primeira competição internacional paralímpica que acontecerá no Brasil após os Jogos Rio 2016. Sem a parceria com o Clube Esperia, a realização dos jogos de tênis em cadeira de rodas no Parapan de Jovens não seria possível. É importante que mais clubes sigam o exemplo do Esperia, que apoia e desenvolve modalidades paralímpicas nas suas instalações".
Sobre o Tênis em Cadeira de Rodas
De acordo com o Comitê Paralímpico Brasileiro, as semelhanças com o esporte convencional são muitas, mas existe a chamada regra dos dois quiques, que determina que o atleta cadeirante precisa mandar a bola para o outro lado antes que ela toque no chão pela terceira vez. As cadeiras utilizadas também são esportivas, com rodas adaptadas para um melhor equilíbrio e mobilidade. Não há diferença em relação às raquetes e às bolas utilizadas no tênis convencional.
O único requisito para que uma pessoa possa competir em cadeira de rodas é ter sido medicamente diagnosticada com uma deficiência relacionada à locomoção, ou seja, deve ter total ou substancial perda funcional de uma ou mais partes extremas do corpo. Se como resultado dessa limitação funcional a pessoa for incapaz de participar de competições de tênis convencionais (para pessoas sem deficiência física), deslocando-se na quadra com velocidade adequada, estará credenciada para participar dos torneios de tênis para cadeirantes.

 

Sobre o Autor

Por mktmasters / Administrator, bbp_keymaster on mar 06, 2017

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

Skip to content