Dúvidas? Entre em contato: (11) 2223-3310 / cadastro@esperia.com.br

Dica: Como enfrentar problemas

Todos nós temos problemas e dificuldades, com os quais devemos tratar e conviver dia a dia, muitas vezes é difícil ter uma visão mais clara dos problemas, por estarmos diretamente e internamente envolvidos pelos mesmos.

Devemos identificá-los individualmente para que possamos encontrar a melhor solução; um processo de grandes resultados é o da utilização de um roteiro para auxiliá-lo a analisar os problemas em suas diversas formas.

Coloque quatro colunas no papel, conforme abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

 

Liste cada uma, suas necessidades, dificuldades, soluções, e os pontos onde você pode propor/avaliar/e mensurar os pontos positivos e negativos.

É necessário, para resolver um problema, sermos específicos, com um plano de ação definido, e pela persistência obtermos a consistência de cada passo; não deixando pensamentos negativos influenciarem, pois apenas os positivos geram confiança e a segurança.

Não há porque não conseguir um determinado desempenho, se você já provou sua habilidade nos treinamentos. Pense grande, positivamente, e veja que obterá sucesso. Não admita a possibilidade de falha, pois querer é poder; forneça a sua mente o que ela deve fazer, e não o que ela “não” deve fazer.

Devemos ocupar a mente com a vontade - IMPULSO/EMOÇÃO - (querer), e a mentalização de atos precisos (FAZER).

Mas sem dúvida apenas pensar positivo não resolve; pois sem o plano de atuação definido, muitas vezes seus esforços não alcançarão os resultados almejados. Não poderão haver espaços  vagos, ou indecisão durante este processo,pois estes acarretam perda de confiança - insegurança -insucesso.

Sintonize seus esforços para evitar que a mente perambule durante o período de extrema concentração, no momento da visada, é necessário que a mente esteja livre de quaisquer pensamentos estranhos durante os quatro a oito segundos que são necessários para o controle do tiro; seu check-list deve fechar a mente para os outros pensamentos, e seus sentimentos e emoções irão gerar a energia de que precisa.

Não abra sua mente para pensamentos, como: mau tempo, chuva, frio ou calor, etc..., ou ainda para o equipamento funcionando abaixo do normal, falta de incentivo, medo de perder ou vencer, carência física ou técnica,excesso de confiança, falta de integração ou interação...

O profissional, tanto quanto o campeão em potencial, pensa apenas em aplicar seu plano de ação; não pensa no tempo ou em vencer ou fazer recordes; ele sabe que os outros arqueiros perdem para sí próprios, por causa de seus pensamentos descontrolados. Você estará sempre um passo a frente de seus adversários, mantendo seu controle mental em seu plano de ação.

Mantenha o equilíbrio entre excesso de confiança e pensamentos negativos, evitando tornar-se negligente. Evite “picos” emocionais tais como: raiva, rumores, caretas; caso o tiro seja ruim - negativo, apagueo imediatamente da mente, e esqueça de sua pontuação.

Em geral temos medo de “NÃO VENCER” (e alguns, medo de VENCER), isto causa uma performance fraca, normalmente fora de nossa realidade de treinamentos, ou de competições; é quando cometemos erros grosseiros e primários; crimes estes que normalmente não seriam cometidos.

Para tanto devemos treinar às vezes em situações extremamente desgastantes para sentir-se mais calmo e tranquilo quando tais circunstâncias ocorrem; e a partir disto  melhor administrar os problemas , e assim os superar.

Reinaldo Augusto Nunes
Coordenador Departamento deArco e Flecha

Sobre o Autor

Por promenade / Editor, bbp_participant, author, contributor on mar 25, 2020

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

Skip to content