Dúvidas? Entre em contato: (11) 2223-3310 / cadastro@esperia.com.br

Atleta Esperiota novamente na seleção: Henrique Figueirinha

Quem acompanha nossas redes sociais já sabe que a equipe de Natação do Esperia está sempre entre as melhores, vencendo diversas competições e trazendo para o Clube troféus e medalhas, além de muito orgulho. Nos últimos anos tivemos a satisfação de acompanhar a evolução de diversos atletas e em 2016 um dos nossos jovens talentos conquistou, pela 2ª vez, o que muitos atletas brasileiros almejam: uma vaga na seleção!
Aos 16 anos, Henrique Figueirinha terá a honra de representar e defender novamente o Brasil e diz sentir “uma sensação de satisfação e orgulho em poder representar o país”. Apesar da pouca idade, o nadador tem no currículo importantes conquistas como Campeão Brasileiro 1500 metros livre, Bicampeão Brasileiro de Maratonas Aquáticas e Bronze no Sul-Americano de Maratonas Aquáticas por Equipes.
Dedicação é uma palavra que resume bem a carreira de Henrique que pratica a modalidade desde os 4 anos de idade. “Desde muito pequeno gostava de brincar na água. Minha mãe conta que com 5 meses já me colocava na piscina com o andador porque só dava sossego lá. Aos 4 anos minha mãe me matriculou na mesma escola que meu pai nadava e de lá para cá não parei mais. Não sei se eu que a escolhi a Natação ou se ela me escolheu”, comenta o atleta.
Atualmente cursando o 3º ano do ensino médio, Henrique conta que pretende ser atleta profissional de natação e futuramente cursar uma faculdade. Sobre a puxada rotina de treinos, o atleta fala que “É bastante intensa. Conciliar a escola com os treinos não é nada fácil. Treino todos os dias e faço academia”.
Além de uma boa alimentação, muitos treinos e empenho, há na vida do nadador outros dois pilares fundamentais: a família e o técnico. “Minha família está sempre presente me ajudando e colocando no melhor caminho, me apoiando independente de vitórias ou derrotas e a minha maior inspiração é o meu técnico”, diz.
O MÉRITO TAMBÉM É DA FAMÍLIA
A rotina de um jovem atleta inclui acordar cedo, ter uma boa alimentação, cumprir horários, lidar com a pressão, frustrações e perdas, trabalhar em equipe, aprender a ganhar, sem deslumbrar, e a perder, sem desistir. Nos esquecemos no entanto, que essa é a rotina da famíia deles também! Mara Figueirinha - mãe do Henrique - apoia a carreira do filho sem hesitar.
“Não é nada fácil ser mãe de atleta! A rotina de treinos do Henrique é muito intensa e tem também os afazeres escolares. A tudo isso agrego os meus compromissos de trabalho e para ajudar um pouquinho mais, o trânsito diário. É uma jornada em média de 18 horas de trabalho intenso por dia”, conta Mara. Além disso, ela também encontra tempo para, ao lado de toda a família, participar de competições, “Todos nós somos atletas de natação, não na mesma pegada e competência do Henrique, mas todos nós nadamos e competimos como amadores”.
Mesmo com a exaustiva rotina, ela conta que a família toda abraçou o sonho do atleta. “Somos uma Equipe!  Sempre estamos juntos auxiliando, ajudando e apoiando o Henrique, cada um do seu jeito e dentro de suas possibilidades no dia-a-dia. Na maioria das vezes eu estou com ele, mas sempre que pode meu marido o acompanha nos treinos de finais de semana e feriados.  Minha filha, Isabella também ajuda muito dando cobertura, na maioria das vezes em casa ajudando na preparação das refeições do Henrique e cuidando da suplementação nas competições de Maratonas Aquáticas”, diz.
Sobre a mais recente conquista do filho - a almejada vaga na seleção - a orgulhosa mãe comenta, “Fiquei muito feliz, é claro! Sei o quanto se dedicou o ano todo, o quanto treinou embaixo de sol e chuva, o quanto abriu mão de muitas e muitas outras coisas para se preparar. Esta é a segunda vez que conquista a vaga e desta vez pude estar presente”.
Vida de atleta não é fácil, mas a recompensa é excepcional! Parabéns, Henrique!!

O atleta vai representar novamente o Brasil
Com 5 meses Henrique já estava dentro d’água
Ao lado da equipe esperiota

Natação no Esperia
A equipe de Natação do Esperia tem se destacado em diversas competições pelo país. Além da decicação e empenho de atletas, equipe técnica e Departamento Esportivo, também contamos com o apoio do Comitê Brasileiro de Clubes – CBC. Por meio da aprovação do projeto de formação de atletas, a modalidade é uma das beneficiadas com recursos provenientes da Nova Lei Pelé.
Sobre o Comitê Brasileiro de Clubes
Desde janeiro de 2014, o Comitê Olímpico Brasileiro – CBC passou a fazer parte do sistema nacional do esporte, pela nova legislação esportiva conhecida como Nova Lei Pelé. A entidade recebe via Ministério do Esporte, 0,5% dos recursos das loterias da Caixa Econômica Federal, devendo investir única exclusivamente em projetos esportivos de clubes, visando a formação de atletas. Para serem aprovados, os clubes devem se adequar às exigências legais e atender a requisitos cadastrais.
No Brasil, são os clubes os responsáveis pela formação de atletas de ponta. Na Olimpíada de Pequim, em 2008, dos atletas brasileiros que participaram 77% eram de clubes. Em Londres, em 2012, esse número subiu para 87%. Além disso, o clube é local de relações sociais, culturais, recreativas, de lazer e educativas.

Sobre o Autor

Por mktmasters / Administrator, bbp_keymaster on fev 15, 2017

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content