Dúvidas? Entre em contato: (11) 2223-3310 / cadastro@esperia.com.br

Atleta da equipe ADD/Magic Hands Esperia é eleito embaixador do Clube no CBC

Integrante do time de Basquete em Cadeira de Rodas, Rodrigo Arão representará o Esperia no Comitê Brasileiro de Clubes

Formar atletas e incentivar a inclusão social e esportiva de pessoas com deficiência. Esse tem sido o objetivo da parceria entre o Clube Esperia e a Associação Desportiva para Deficientes – ADD. A parceria foi firmada em 2015 e desde então tem rendido ótimos frutos. Nos Jogos Paralímpicos Rio-2016, por exemplo, quatro atletas da equipe de Basquete em Cadeira de Rodas, ADD/Magic Hands Esperia foram convocados para representar o país na disputa.
Para completar o sucesso do desenvolvimento da modalidade, o Esperia teve aprovado pelo Comitê Brasileiro de Clubes – CBC, um projeto para formação de paratletas. Com os recursos disponibilizados pelo CBC, através da Nova Lei Pelé, o Esperia poderá adquirir um novo piso para o ginásio de esportes, que irá colaborar para a formação esportiva de novos atletas. “É importante ressaltar que a cada melhoria na infraestrutura do Clube, nossos associados também são beneficiados, já que também utilizam o mesmo espaço para treinos e atividades esportivas”, comenta o presidente do Clube, Dr. Osmar Monteiro.
Os excelentes resultados dessa incrível parceria foram mais uma motivação para que o paratleta Rodrigo Arão de Carvalho, da ADD/Magic Hands Esperia fosse escolhido como embaixador do Clube junto ao CBC. A partir deste ano, Rodrigo – que recentemente disputou os Jogos Paralímpicos Rio-2016 –  terá a honra de representar o projeto de formação esportiva do Clube. “Para mim é uma grande honra ser embaixador do CBC, representando o Clube Esperia. Eu espero poder contribuir para o desenvolvimento do esporte adaptado”, comenta Rodrigo.
O atleta, que atualmente está entre os melhores na sua categoria, além de disputar diversos campeonatos tem feito parte da seleção brasileira e participou de grandes competições como Campeonato Sul-Americano, Para-Pan e torneios Internacionais. “É sempre com muita alegria que visto a camisa verde e amarela mas disputar os Jogos Paralímpicos aqui no meu país teve um gosto ainda mais especial”, finaliza.
Você pode acessar todas as publicações sobre a utilização dos recursos do CBC no portal http://portal.esperia.com.br/site/institucional/convenios-cbc/ .
Sobre o Comitê Brasileiro de Clubes
Desde janeiro de 2014, o Comitê Olímpico Brasileiro – CBC passou a fazer parte do sistema nacional do esporte, pela nova legislação esportiva conhecida como Nova Lei Pelé. A entidade recebe via Ministério do Esporte, 0,5% dos recursos das loterias da Caixa Econômica Federal.
O CBC coordena a distribuição dos recursos públicos única e exclusivamente para a formação de atletas olímpicos e paralímpicos nos clubes esportivos sociais. Para participar do processo de seleção, os clubes montam projetos de acordo com o edital de chamamento divulgado pelo CBC e, se aprovado, recebem o dinheiro.
Quanto aos projetos, a diretoria técnica é responsável por todas as fases da descentralização, desde a proposta de editais e suas fases para classificação na sequência, como também todas as fases do convênio – celebração, acompanhamento, fiscalização e prestação de contas.
No Brasil, são os clubes os responsáveis pela formação de atletas de ponta. Na Olimpíada de Pequim, em 2008, dos atletas brasileiros que participaram 77% eram de clubes. Em Londres, em 2012, esse número subiu para 87%. Além disso, o clube é local de relações sociais, culturais, recreativas, de lazer e educativas.   

Sobre o Autor

Por mktmasters / Administrator, bbp_keymaster on fev 23, 2017

Nenhum Comentário

Deixe um comentário

Skip to content