Dúvidas? Entre em contato: (11) 2223-3310 / cadastro@esperia.com.br

Esperia sedia Etapa do Circuito FPT Juvenil e tenistas do Clube arrasam

O Clube Esperia sediou neste final de semana a segunda Etapa do Circuito FPT Juvenil. O torneio teve mais de 250 inscrições nas categorias 10 a 18 anos, masculino e feminino.  Os tenistas da casa tiveram ótimo desempenho e o Esperia contou com nada menos do que 5 tenistas em semifinais, conquistando dois títulos de campeões e quatro de vice-campeões.
Os semifinalistas foram: Enrico Bastos categoria 11M, Alex Yokoyama categoria 12ME, João João Antonio Sarracine categoria 14MP, Guilherme Ortega categoria 14ME, João Carlos Costa Melo categoria 18M. Na categoria 12 anos, Victor Braga ficou com o vice-campeonato.
Na categoria 18M em uma final toda esperiota, Thiago Shin venceu Lucca Corazza e ficou com o título.  Vale lembrar que Thiago chegou à final sem perder nenhum set. Pela categoria 10F Isabelle Caggiano foi campeã, vencendo seus dois jogos contra Victoria T. Garcia e também contra Sofia O. Albieri.
Na categoria 14F Giovanna Piedemonte ficou com o título ao vencer a tenista Nicoly ferreita. Roberta Armani sagrou-se vice-campeã da categoria 18F, em uma final duríssima contra Giovana Oliveira. Com estes resultados, o Clube Esperia mantém o segundo lugar no ranking paulista de clubes!
Parabéns a toda equipe de atletas, técnicos e diretoria do Clube por mais uma série de excelentes resultados. No Esperia a modalidade de Tênis conta com recursos provenientes da aprovação do projeto de formação de atletas pelo Comitê Brasileiro de Clubes – CBC.

Sobre o Comitê Brasileiro de Clubes
Desde janeiro de 2014, o Comitê Brasileiro de Clubes – CBC passou a fazer parte do sistema nacional do esporte, pela nova legislação esportiva conhecida como Nova Lei Pelé. A entidade recebe via Ministério do Esporte, 0,5% dos recursos das loterias da Caixa Econômica Federal.
O CBC coordena a distribuição dos recursos públicos única e exclusivamente para a formação de atletas olímpicos e paralímpicos nos clubes esportivos sociais. Para participar do processo de seleção, os clubes montam projetos de acordo com o edital de chamamento divulgado pelo CBC e, se aprovado, recebem o dinheiro.
Quanto aos projetos, a diretoria técnica é responsável por todas as fases da descentralização, desde a proposta de editais e suas fases para classificação na sequência, como também todas as fases do convênio – celebração, acompanhamento, fiscalização e prestação de contas.
No Brasil, são os clubes os responsáveis pela formação de atletas de ponta. Na Olimpíada de Pequim, em 2008, dos atletas brasileiros que participaram 77% eram de clubes. Em Londres, em 2012, esse número subiu para 87%. Além disso, o clube é local de relações sociais, culturais, recreativas, de lazer e educativas.

Sobre o Autor

Por mktmasters / Administrator, bbp_keymaster on jun 20, 2017

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content