Dúvidas? Entre em contato: (11) 2223-3310 / cadastro@esperia.com.br

Demissões e sonhos destruídos, consequências da MP841 no Esperia

No dia 12 de junho atletas, profissionais, clubes e entidades esportivas foram surpreendidos com a publicação da Medida Provisória nº 841/2018 no Diário Oficial da União (DOU), que prevê que 78% o valor destinado pelas loterias ao Ministério do Esporte passará para o Sistema Único de Segurança Pública (Susp). Sem essa verba, chegam ao fim diversos projetos de formação de atletas olímpicos e paralímpicos.

Por conta da medida, o Comitê Brasileiro de Clubes – CBC deixa de receber os 0,5% das loterias e portanto, não poderá fazer o repasse aos clubes.  Em são Paulo, o Esperia é um dos clubes que mais tem projetos aprovados e será um dos mais prejudicados. Com a suspensão dos repasses financeiros pelo CBC, o Esperia tem recursos somente até o fim do mês de julho para arcar com os salários dos profissionais do projeto aprovado oriundo do edital 6.

Dessa forma, todos os profissionais de educação física, esporte e fisioterapia ligados ao CBC passaram a cumprir aviso prévio e serão dispensados ainda este mês. Ao todo, 40 profissionais perderão seus empregos, além disso, 700 atletas olímpicos com idade entre 9 e 23 anos e paralímpicos com idades entre 13 e 40 anos serão dispensados, vendo chegar ao fim anos de dedicação e empenho. O Esperia tem se mobilizado contra a MP841, em busca de sua suspensão ou cancelamento para reverter essa ação do clube.

“O cenário atual é triste. Não é fácil ver sonhos sendo destruídos, famílias perdendo seu sustento. Quando decidimos batalhar para ter projetos aprovados, nosso objetivo era de contribuir com a formação de atletas e paratletas de ponta e com o esporte brasileiro. Com a implementação dos projetos, percebemos que o esporte vai muito além, é também uma questão social, de inclusão e de integração”, comenta o presidente do Clube, Osmar Monteiro.

O projeto contemplava que em 4 anos de trabalho, o Esperia receberia R$ 5 milhões. Nos últimos 18 meses o Clube recebeu R$1.800,00.  Em 2017, 520 atletas participaram de diversos campeonatos com resultados expressivos, distribuídos nas modalidades olímpicas Atletismo, Basquete, Tênis, Ginástica Rítmica, Natação, Judô e Tiro com Arco e nas modalidades paralímpicas Vôlei Sentado, Basquete em Cadeira de Rodas, Atletismo, Tênis em Cadeira de Rodas e Tiro com Arco em Cadeira de Rodas.

Além disso, também tivemos projetos aprovados que possibilitaram a compra de equipamentos e reformas nos ginásios e academia do Clube, além do campo de futebol. “Já tínhamos aprovado mais de um milhão de reais para compra de mais equipamentos, dinheiro que infelizmente já não vamos mais receber. Somos totalmente a favor de investimentos na segurança pública, porém retirar essa verba do esporte é quase um crime, um verdadeiro retrocesso”, diz Osmar.

O Clube agora segue com a campanha de mobilização pedindo que toda a população acesse o site do senado e vote não, para a aprovação da medida provisória. O Esperia disponibilizou máquinas na entrada do Clube para que as pessoas possam votar e atletas têm levado faixas e cartazes em protestos durante diversos eventos esportivos. Enquanto a proposta tramita no senado é possível votar contra a sua aprovação pelo site: https://www12.senado.leg.br/ecidadania/visualizacaomateria?id=133594

Sobre o Autor

Por mktmasters / Administrator, bbp_keymaster on jul 06, 2018

Comentários (2)

  • Fabíola Jorqueira Ferro

    Somos do interior de SP. Participamos de alguns eventos no Clube e somos encantados com tamanha administração. Sempre com exímio apoio a atletas. De dentro e fora da casa. Nossos Parabéns. Estamos junto na causa

  • Adriana Fagundes

    Vergonhoso, estão tirando sonhos de atletas e pais de família.

    Porque não mexem nos salários de deputados, governadores, senadores, que elegemos para que lutassem por nós e fizeram está merda.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content