Dúvidas? Entre em contato: (11) 2223-3310 / cadastro@esperia.com.br

1ª Taça da São Silvestre, relíquia do Clube Esperia

Realizada em 1925, a 1ª edição da São Silvestre contou com a participação de 146 atletas, nesta época apenas homens podiam disputar a prova. Alfredo Gomes, atleta do Clube Esperia, entrou para a história como o primeiro campeão da São Silvestre e o Clube mantêm em seu acervo de relíquias a taça conquistada por ele, assim como fotos antigas de Alfredo.
Alfredo trabalhava como eletricista na Companhia Telefônica e em seus momentos de lazer dedicava-se à sua paixão: a corrida. Para vencer, o atleta concluiu um percurso de 6,2 mil metros em 23min10s.
Até a sua 20ª edição a Corrida Internacional de São Silvestre era disputada somente por brasileiros. A partir de 1945 assumiu caráter internacional o que possibilitou que outro corredor do Esperia vencesse a prova. O italiano Heitor Blasi realizou o percurso de 6,2 mil metros em 23min.
O atleta conheceu Alfredo Gomes nas Olimpíadas de Paris em 1924, e foi convidado por ele para integrar a equipe de corredores do Clube. Na Itália, Heitor Blasi já tinha vencido diversos campeonatos em 1919, 1920, 1921 e 1923. A Federazione Italiana de Atletica Leggera, conferiu a ele o diploma de Campeão da Itália.
Juntos, Alfredo Gomes e Heitor Blasi se alternaram em conquistas pelo Clube como: “Volta de São Paulo (Prova Estadinho), “Urbino Taccola”, “Volta de Campinas”, “Corrida Rústica Fanfulla” e “São Silvestre”.  Alfredo Gomes e Heitor Blasi são Bicampeões da São Silvestre pelo Esperia.  
Este ano, cerca de 30 mil inscritos de diversos países enfrentarão os 15 quilômetros por ruas e avenidas da Capital Paulista.

Sobre o Autor

Por mktmasters / Administrator, bbp_keymaster on dez 14, 2016

Comentários (2)

  • Wallter Gomes

    Sinto-me emocionado e muito orgulhoso
    em ler a matéria sobre o meu Avô e Ídolo Maior ALFREDO GOMES, cujas maiores conquistas foram com a camisa do ESPERIA, Clube que orgulhosamente representou e onde em sua Pista de Atletismo, no dia 17 de Março de 1963, deu sua última volta em vida e partiu, fazendo o que mais gostava : “correr”

  • Fabio Martins Bianco

    Uma verdadeira RARIDADE!
    Sinto me privilegiado em poder ter uma foto com esse troféu!
    Agradeço ao Clube Esperia pela oportunidade!
    Obrigado!

    Fabio Bianco

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Skip to content